Pit stops embaralham grid e Laercio Leite vence em Talladega

out 21, 2017 by Paulo Blanco in  Notícias

Laercio Leite foi o vitorioso no Superspeedway de Talladega, após uma corrida de muita paciência e estratégia, definida em poucos detalhes.

Largada em Talladega

Romar Arns foi o pole-position para a 5ª etapa da Nascar Extreme Series, mas largou dos boxes por problemas de conexão – o que levou toda a Escuderia Sul-Brasil a fazer o mesmo. Rodrigo Novaes foi então o pole “de fato”, mas logo no início seu companheiro de Paraguay Racing AV, Edgar Montelo, assumiu a liderança, seguido por Marcello Fernandes, Rafael Hubie e Novaes.

Rafael Hubie foi tocado na volta 11 e abandonou a disputa pelas primeiras posições, e logo os pilotos da Sinister Race Team começaram a se destacar, liderados por Carlos Guimarães. Edgar Montelo liderou até a volta 27, ultrapassado justamente por Guimarães, e na volta 33 sofreu um problema de conexão, ficando de fora da disputa pela vitória.

Top 5 no trecho final da prova

A corrida teve sua grande mudança na volta 41, quando a grande maioria dos pilotos fez seu pit stop para reabastecimento. Os pilotos da Sinister perderam bastante tempo no pit, fazendo com que a equipe Sul-Brasil, que havia largado dos boxes, agora aparecesse na disputa pelas primeiras posições. Na volta 61, um toque entre Carlos Guimarães e Rodrigo Azevedo deixou Laercio Leite, agora líder, como o único representante da Sinister na disputa.

A única bandeira amarela da prova veio na volta 68 em um toque entre Rafael Hubie e Rademac Romanetto, e a relargada veio com três voltas para o final. Laercio Leite, trabalhando com Thiago Ferreira da G-Force Motorsports, manteve a ponta e se tornou o quinto piloto a vencer em cinco corridas nesta temporada. Ferreira foi o segundo, Rodrigo Novaes o terceiro, Romar Arns o quarto e Allan Botelho o quinto.

Confira os melhores momentos da prova:

Assista o VT na íntegra:

Luiz Felipe fatura terceira vitória em Cota

ago 29, 2017

O final de tarde começa tranquilo no Texas, mais precisamente em Austin, no Circuito das Americas, onde os pilotos do Fórmula Renault 2.0, começam mais uma etapa do Brasileiro de Formula 2.0.

A largada foi relativamente tranquila, com os pilotos se alinhando logo no decorrer da primeira volta. Com disputas acirradas entre os 3 primeiros colocados, e algumas outras no decorrer do grid.

O circuito em Austin não estava facilitando para os pilotos, vários deles rodando sozinho na deslizante e punidora curva 1. O grande número de incidentes individuais, acabou complicando o final da prova de alguns pilotos desqualificados pelo excesso de incidentes.

O clima estava tenso nas últimas 10 voltas, onde apenas 1 rodada ou duas saídas de pista poderia desqualificar o piloto Luis Felipe, que vinha na liderança da prova seguido de perto por Bruno Risseto, que largou na pole position. Apesar da pressão ocasionada, Luis Felipe consegue trazer seu prateado Fórmula Renault para a vitória após as 44 voltas em Austin.

Após o término da 16ª etapa, e com 4 descartes aplicados para todos os pilotos, Thiago Careca segue líder do Brasileiro de Formula 2.0 com 563 pontos. 74 pontos a mais que o vice líder da temporada, Bruno Risseto, que tem 24 pontos de vantagem para o 3º colocado, o piloto da Fachini Racing, Aécio Telles.

A próxima etapa do Brasileiro de Formula está marcada para o dia 11/09 no famoso circuito americano de Laguna Seca. Até lá!

Assista ao VT na íntegra

Jose Brito e Hercules Santos vencem etapa acidentada em Charlotte

out 21, 2017

Jose Brito e Hercules Santos venceram as duas baterias de uma etapa cheia de acidentes no roval de Charlotte.

Atual campeão, Alysson Pereira estreia nova temporada com vitória em Chicagoland

set 21, 2017

A quarta temporada de 2017 da Nascar trouxe como novidade o retorno das Trucks e de vários pilotos já conhecidos do iRacing Brasil, mas na pista tudo começou como terminou a última temporada, com vitória de Alysson Pereira.

Largada em Chicagoland

Rodrigo Novaes foi o pole-position da etapa, com Thiago Vieira largando em segundo. A corrida iniciou com um ritmo lento, com bandeiras amarelas causadas por acidentes de pequenas proporções no meio do pelotão. No primeiro stint longo em bandeira verde, Rodrigo Novaes manteve a liderança e um ritmo forte até cometer um erro, danificando sua Truck e perdendo posições rapidamente na sequência. Thiago Vieira assumiu era o novo líder até que um erro de Leandro Coelho trouxe nova bandeira amarela.

Na relargada, Thiago Vieira manteve a primeira posição. Romar Arns assumiu o segundo posto e Fred Fonseca o terceiro, antes de cometer um erro e perder várias posições também por conta de danos em seu carro. Carlos Guimarães vinha se recuperando de uma posição ruim de largada até rodar na entrada dos pits, trazendo o que seria a última bandeira amarela da noite.

Disputas na parte final da prova

A última relargada, na volta 92, trouxe logo uma surpresa: o até então confortável líder Thiago Vieira teve uma queda de conexão, e a liderança logo caiu no colo de Marcelo Fernandes, que chegou a estar uma volta atrás dos líderes por conta de uma punição recebida no início da prova. Enquanto Marcelo abria uma distância confortável, o que se viu foi uma luta incessante pelo segundo lugar, que chegou a envolver seis pilotos: Ellery Souza, Rodrigo Novaes, Laercio Leite, Romar Arns, Alysson Pereira e Fred Fonseca.

A vinte voltas do final, Marcelo Fernandes deixou escapar a liderança ao perder o controle da traseira de seu carro e fazer um breve passeio pelo gramado do circuito. Alysson Pereira e Rodrigo Novaes passaram então a disputar a liderança e Alysson, com pneus em melhores condições, não teve dificuldades em assumir e manter a primeira posição até o fim da prova. Laercio Leite assumiu a segunda posição a quinze voltas do final e Ellery Souza cruzou na terceira colocação. Rodrigo Novaes e Fred Fonseca fecharam o Top 5.

Assista ao VT na íntegra:

Leave a Comment