Rodrigo Novaes não dá chance a rivais e vence em Laguna Seca

out 17, 2017 by Paulo Blanco in  Notícias

Com desempenho dominante, Novaes completou um Grand Chelem ao fazer a pole, volta mais rápida, liderar todas as voltas e, claro, sair com a vitória.

O qualify já deu mostras do que seria a corrida. Sem grandes dificuldades, Rodrigo Novaes conquistou a pole position e Carlos Guimarães foi segundo, seguido por Carlos Washington. Victor Del Porto e Rodrigo Capeleto completaram o Top 5 do grid.

Largada em Laguna Seca

Logo na largada, Novaes manteve a ponta e Carlos Guimarães que buscava o segundo lugar na primeira curva, sofreu um toque oriundo de um netcode e caiu para o final do pelotão. Novaes rapidamente abriu uma distância segura de Carlos Washington, que por sua vez fazia o mesmo com Alysson Pacheco.

Começou então a aparecer a estrela do líder do campeonato Victor Del Porto que até então fazia uma corrida mediana. Na base da estratégia, Del Porto ganhou a quarta posição de Rodrigo Azevedo nos boxes e com um ritmo muito forte logo chegou em Alysson Pacheco. Depois de algumas voltas de uma disputa alucinante entre ambos, uma infelicidade de Alysson acabou sendo determinante e Del Porto Assumiu o terceiro lugar.

A corrida seguiu tranquila até o fim, Rodrigo Novaes coroou a etapa perfeita com uma vitória incontestável. Carlos Washington sempre rápido terminou em segundo e Victor Del Porto em terceiro. Hercules Santos e José Pinho fecharam o Top 5 da etapa.

Confira os melhores momentos da prova:

Assista o VT na íntegra:

Bruno do Carmo lidera Neto Nascimento na etapa de Nurburgring do Brasileiro de Turismo GT

Bardahl Simracing domina em Nurburgring e faz dobradinha com Bruno do Carmo e Neto Nascimento

set 05, 2017
Largada da etapa de Nurburgring do Brasileiro de Turismo GT
Largada da etapa de Nurburgring

Diferente da amena temperatura na tarde alemã, os termômetros da disputa já explodiram logo no qualify. Os cinco primeiros colocados, comandados por Neto Nascimento, ficaram separados por apenas 0,250s. A disputa foi duríssima, mas a Bardahl Simracing colocou seus dois carros na primeira fila, com Neto na pole e Bruno apenas 0,050s atrás.

Em uma largada difícil, por conta da fechada curva 1, ocorreram alguns incidentes, mas nada que ofuscasse a bela largada de Wendel Parra que foi pra cima e tomou o segundo lugar de Bruno do Carmo, porém essa disputa não parou por aí e logo o piloto da Bardahl recuperou o segundo posto. A corrida ficou um pouco mais tranquila com o passar das voltas e alguns pilotos passaram a se destacar como Rodrigo Baronio (Pro Drivers) que assumiu a terceira colocação e Erick Goldner (Clube do Volante) com um desempenho incrível com seu Audi encontrava-se no quinto lugar.

Rodrigo Baronio em perseguição a Neto Nascimento nas voltas finais da etapa de Nurburgring
Neto e Baronio nas voltas finais

Bruno do Carmo não estava satisfeito com o segundo lugar e apertou o ritmo pra cima de Neto Nascimento conseguindo alcançar a liderança para não mais perdê-la. Parecia tudo definido, mas nos últimos 10 minutos de prova, Rodrigo Baronio e Wendel Parra se lançaram ao ataque de Neto Nascimento, o ritmo de corrida ficou fortíssimo entre eles, mas já era tarde, Neto soube controlar as ações e se manteve em segundo.

Por fim, Bruno do Carmo conquistou a vitória e com isso está a míseros 4 pontos da liderança do campeonato que pertence a Rodrigo Baronio. Neto Nascimento fechou em segundo, seguido por Rodrigo Baronio e Wendel Parra respectivamente. Erick Goldner em corrida brilhante e segura fechou o top 5 da etapa.

A próxima etapa será em Sonoma daqui a 15 dias, e a pergunta que não quer calar: Quem sairá de lá na ponta da tabela? Rodrigo Baronio? Bruno do Carmo? Tamy Accioly? Nos encontramos daqui a 15 dias para resolver esse mistério!

Assista ao VT na íntegra

Jose Brito e Hercules Santos vencem etapa acidentada em Charlotte

out 21, 2017

Jose Brito e Hercules Santos venceram as duas baterias de uma etapa cheia de acidentes no roval de Charlotte.

Sobrou emoção, faltaram casas decimais na abertura da Tribe IndyCar Series

set 18, 2017

A etapa de Las Vegas da Tribe IndyCar Series abriu a temporada em grande estilo, com talvez a chegada mais apertada da história do iRacing Brasil.

Para as 100 voltas no oval de Las Vegas, o grid de largada trouxe uma dobradinha da Americas Sim Race Team com Hercules Santos na posição de honra e Allan Moreira completando a primeira fila. Entre os 20 pilotos que alinharam para a etapa de abertura da IndyCar, a diferença de tempos na sessão classificatória foi inferior a dois décimos de segundo.

Após uma largada tranquila, logo na quarta volta Allan Moreira toca o muro da reta oposta e atinge seu companheiro José Pinho, encerrando por ali a corrida de ambos e trazendo a primeira bandeira amarela da prova. Hercules Santos, único sobrevivente da Americas na prova, perdeu a liderança logo após a relargada para Cristiano Benevenuto, que ali permaneceu no longo trecho em bandeira verde que se seguiu.

Largada em Vegas

O stint em bandeira verde foi interrompido por um erro de netcode entre Silvio Sanchez e Carlos Guimarães na volta 49, e após a sequência de pit stops durante a bandeira amarela, Victor Del Porto era o novo líder da prova, mas foi logo ultrapassado por Hercules Santos e Carlos Washington. Os dois pilotos disputaram a liderança por várias voltas até que Washington levou a melhor e liderou até a volta 84, quando um acidente entre Erick Hartung e Silvio Sanchez trouxe a terceira e última bandeira amarela da noite. Supreendentemente, Carlos Washington foi forçado a abandonar a prova após ser atingido por Cristiano Benevenuto durante o curso da bandeira amarela, enquanto os pilotos ainda buscavam o alinhamento atrás do Pace Car.

Na última relargada da prova, Regis Montibeller era o líder mas, com pneus gastos, não permaneceu na posição por muito tempo. Cristiano Benevenuto foi punido pelo acidente com Carlos Washington, deixando a briga pela vitória entre Victor Del Porto e Hercules Santos, que protagonizaram uma sequência de voltas finais de tirar o fôlego. Na 100ª e última volta, Hercules se aproveitou do vácuo do carro de Victor para conseguir a ultrapassagem no momento exato, sem nenhum exagero. Faltaram casas decimais no nosso cronômetro para expressar a diferença final entre os dois pilotos, exibida como 0.000s pelo simulador. Se o próprio simulador não cravasse Hercules Santos como vencedor da etapa de estreia da Tribe IndyCar Series, passaríamos a madrugada toda no “photo finish”.

Não acredita nessa chegada impossível? Assista ao VT na íntegra:

Leave a Comment